nepp

EM ANDAMENTO


 PROJETOS NEPP                 MAIO 2015 Período de vigência                (mês e ano) FONTE FINANCIADORA INSTITUIÇÕES ENVOLVIDAS  OBJETIVO Coordenador Principais Pesquisadores Linha de Pesquisa
Projeto Executivo para Apoio à Organização do Complexo Regulador de Saúde da Região Metropolitana de Campinas 10/2013 a        10/2015 FUNDOCAMP NEPP, Agência Metropolitana de Campinas - AGEMCAMP, Fundo de Desenvolvimento Metropolitano de Campinas - FUNDOCAMP e Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano - EMPLASA Apoiar o Grupo Coordenador do Complexo Regulador da RMC, vinculado à Câmara Temática de Saúde da RMC, na implantação de ações de regulação na região. Carmen C. de C.Lavras  Domenico Feliciello Sistemas de Saúde
Apoio ao Conselho Municipal sobre Álcool e Outras Drogas de Piracicaba 10/2014 a 08/2015 Prefeitura Municipal de Piracicaba NEPP, Prefeitura Municipal de Piracicaba / Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social - SEMDES/ Conselho Municipal sobre Álcool e Outras Drogas - COMAD Elaboração do Plano Municipal sobre Álcool e outras Drogas no município de Piracicaba Carmen C. de C. Lavras  Maria José C. N. de Sá Sistemas  de Saúde
Familia, trabalho e pobreza: entre as mudanças sociodemograficas e as políticas sociais - décadas de 80 a 2010 03/2014  a        02/2017 CNPQ NEPP  Investiga as relações entre as mudanças sócio demográficas, mudanças no mercado de trabalho e na proteção social no país para análise das tendências da pobreza e da desigualdade de renda nos domicílios metropolitanos. Lilia Terezinha Montali Stella M. B. da Silva                  Marcelo Tavares    Enfrentamento da Pobreza, Geração de Renda e Assistência Social
Famíla, Trabalho e Pobreza: mudanças e permanências entre as décadas de 80 e 2010 03/2014 a          02/2017 CNPQ NEPP  Visa traçar um panorama das mudanças sociais e econômicas ocorridas a partir da década de 80 até 2014, tendo por foco os efeitos das mesmas sobre as famílias, considerando os processos envolvidos no empobrecimento e na recuperação dos rendimentos domiciliares, com destaque para a análise das condições de superação da pobreza pelos arranjos domiciliares mais vulneráveis ao empobrecimento. Investiga as relações entre as mudanças sócio demográficas, mudanças no mercado de trabalho e na proteção social no país para análise das tendências da pobreza e da desigualdade de renda nos domicílios metropolitanos.  Lilia Terezinha Montali Marcelo Tavares Enfrentamento da Pobreza, Geração de Renda e Assistência Social
Avaliação continuada do Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFIS/Unicamp) 12/2010 - atual CNPq, FAEPEX/Unicamp - PRG/Unicamp NEPP/Unicamp, Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Educação da Unicamp O objetivo geral é o desenvolvimento metodológico e a implementação da avaliação continuada do Programa de Formação Interdisciplinar Superior da Unicamp. O programa tem por objetivo oferecer um curso de graduação de dois anos de duração com 120 vagas com duas grandes inovações. Por um lado, busca criar um curso piloto de formação geral com escopo de preparar profissionais de nível superior com conhecimentos que vão além daqueles normalmente oferecidos em formações mais específicas e profissionalizantes. Os cursos de educação geral representam uma tendência global, como mostram iniciativas de outras universidades brasileiras, como a UFABC, e americanas como a Universidade da Califórnia. Após os dois anos, os alunos recebem um certificado e podem escolher continuar em outros cursos de graduação da universidade, a partir de seu desempenho. A outra inovação do curso é a forma de ingresso dos alunos sem passar pelo vestibular. O piloto selecionará alunos advindos das escolas públicas de ensino médio da cidade de Campinas utilizando a nota no ENEM. Desta forma, busca-se atrair para Unicamp jovens que em geral se autoexcluem de seu processo seletivo, trazendo um caráter de inclusão social. O ProFIS foi aprovado pelo Conselho Universitário (Consu) da Unicamp, em 9 de setembro de 2010 para início no ano letivo de 2011. O momento atual é privilegiado para a implementação da avaliação continuada do ProFIS, pois raramente estes processos são implementados no início de um programa, o que permite levantar e analisar a linha de base dos beneficiários, ou seja, a situação destes antes do início do programa que se deseja avaliar. Este é o desenho ideal para mensurar as variações nos indicadores selecionados e atribuir a causalidade, ou seja, a mensuração de quanto o programa contribuiu para as variações naqueles indicadores..  Ana Maria Alves Carneiro • Cibele Y. Andrade                     •  Stella M. B. da S. Telles
• Carolina Zechinatto
• Fernando Colugnati
• Elisabete A. M. Pereira
• Soely Ap. Jorge Polydoro
. Joyce Wassem,
. Míriam L. Gonçalves
. Tania P. Simões
Avaliação de Políticas Públicas